Baixo Parnaíba e Cerrado Sul realizam Escutas Territoriais para Orçamento Participativo

 

 

A realização das escutas que tem cruzado o Maranhão, reunindo propostas para compor o planejamento orçamentário do estado para o ano que vem, está chegando a sua reta final. As últimas Escutas Territoriais no interior do estado acontecem esta semana, os Territórios Baixo Parnaíba e Cerrado Sul mobilizaram sua população nos municípios de Chapadinha e Balsas, indicando como de costume três propostas por regional, que seguirão posteriormente para votação popular na plataforma digital PARTICIPA.MA. O Governo do Maranhão realiza as Escutas Territoriais por meio das Secretarias de Estado dos Direitos Humanos e Participação Popular (Sedihpop) e Planejamento e Orçamento (Seplan).

Em Balsas, a escuta aconteceu no auditório da Universidade Estadual do Maranhão e reuniu centenas de pessoas, que precisaram ser divididas em grupos menores para revisitar o Plano Plurianual de trabalho e eleger as demandas priorizadas por equipe. Este ano, o Território Cerrado Sul elegeu como prioridade as seguintes propostas: 1 – Construir, equipar e manter uma unidade regional de assistência e recuperação de menores infratores; 2- Ampliação da estrutura da UEMA para atendimento aos municípios do território no oferecimento de cursos técnicos, graduação e pós-graduação (lacto e stricto sensu) com foco nas necessidades do Cerrado Sul; 3- Implantar Estação de tratamento de água (ETA) e Estação de tratamento de esgoto (ETE), ampliar rede de redistribuição de água com perfuração de poços artesianos na zona urbana e rural em todo território e fortalecimento dos sistemas autônomos.

Chapadinha, por sua vez, promoveu o encontro no Auditório Central da Universidade Federal do Maranhão e os participantes elegeram como prioridade a execução das seguintes propostas: 1- Construir um centro de apoio de recuperação para usuários de substâncias entorpecentes e combater o tráfico de drogas no Baixo Parnaíba; 2 – Criar uma central de abastecimento, comercialização e industrialização da produção agropecuária do território visando a geração de trabalho e renda; 3 – Construção de um centro esportivo regional (Modelo Vila Olímpica) com quadra de esporte, futebol, arena de lazer, trabalhando a descoberta de talentos e inclusão de investimento nos mesmos, acoplados a uma estrutura de acolhimento e estadia.

Romana Caroline Oliveira é estudante secundarista e pela primeira vez pôde participar das escutas territoriais no município de Balsas. “Esta é uma oportunidade de todo mundo defender o que acredita e propor alternativas para melhorar a região que a gente vive. No meu caso eu defendi os investimentos para o meio ambiente, pois sem isso nós não temos como viver e da forma que as coisas andam logo mais todos os nossos recursos irão esgotar. Gostei muito de participar, de saber um pouco mais sobre o orçamento do estado e ver como essa destinação dos recursos é realizada. O Governo está de parabéns pela iniciativa”, afirma a estudante.

Representando o governador Flávio Dino, o secretário da Sedihpop, Francisco Gonçalves da Conceição, participou da plenária em Chapadinha e definiu o Orçamento Participativo como pedagógico, por democratizar o uso dos recursos públicos do Maranhão. “A votação do Orçamento Participativo é uma ação de Governo que garante à população o poder de decisão, de acompanhar a gestão e o uso dos recursos públicos e garantir a melhoria e o desenvolvimento solidário, com ações que não privilegiam apenas um grupo de pessoas, mas todas as micro e macrorregiões do Maranhão”, explicou.

Escutas Territoriais no interior do estado realizadas esta semana. (Foto: Divulgação)

Givanildo Ramos é gestor da Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural (Agerp) na regional Chapadinha e mobilizou um grande número de pessoas para participar das escutas no município. Com o apoio do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Santa Quitéria, o grupo conseguiu aprovar uma das propostas que prevê o fortalecimento da cadeia produtiva na região. “É sempre importante essa ação do Governo de trazer o povo para discutir as prioridades. As propostas aprovadas foram muito boas, inclusive conseguimos aprovar mais uma proposta voltada para a agricultura familiar, mas as outras todas são prioridades para o Baixo Parnaíba. O evento foi muito proveitoso”, contou.

Nesta penúltima rodada de escutas também estiveram presentes, o presidente do Instituto de Terras do Maranhão (Iterma), Raimundo Lídio; o presidente da Companhia Maranhense de Gás (Gasmar), José Artur Cabral Marques; o secretário adjunto de Participação Popular, Gilvan Alves; a secretária adjunta dos Direitos da Pessoa com Deficiência, Beatriz Carvalho; e o secretário adjunto de Direitos Humanos, Jonata Galvão.

Segundo a Supervisora de Planos, Programas e Projetos da Seplan, Cristiane Oliveira, o Orçamento Participativo representa o fiel cumprimento da democracia, pois o governo por meio das escutas públicas permite a participação popular através do diálogo e do debate. “Na reta final das escutas já percorremos 12 territórios do Maranhão e realizamos um diálogo aberto com a população, mas o mais importante desta etapa é perceber o engajamento da população em priorizar as demandas já construídas no PPA 2015 para a Lei Orçamentária Anual 2019. A população tem comparecido em massa e o público presente já é muito superior às edições anteriores. Todos os municípios do estado estão enviando seus representantes e podemos dizer com grata certeza que todos os territórios do Maranhão estão bem representados nesta atividade”, afirma.

Na sexta-feira (20), as escutas serão realizadas em Barreirinhas (Território Lençóis Munin) e Colinas (Território Sertão Maranhense), respectivamente, no Salão da Igreja Nossa Senhora da Conceição e no Auditório Central da Universidade Estadual do Maranhão, a partir das 7h30. A última escuta será no dia 27 (sexta), em São Luís, na Assembleia Legislativa do Estado, a partir das 14h.

As inscrições são gratuitas e presenciais, qualquer pessoa pode participar, basta comparecer ao dia e local do evento indicados no seu território e fazer valer a sua opinião. A programação completa está disponível no site: www.sedihpop.ma.gov.br ou nas redes sociais: @dhmaranhao no instragram, facebook e twitter.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

fonte: governo do estado

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.