Avenida será novamente interditada em protesto contra a prefeitura de São Luis

Revoltados com a falta de compromisso do prefeito, Edivaldo Holanda Junior  com a comunidade do bairro Vila Isabel , localizado  na área  Itaqui – Bacanga, os  moradores do ameaçaram  fechar a avenida dos Portugueses, trecho que liga a BR-135.

Desde 2013, inicio da gestão Edivaldo, a comunidade cobra uma antiga promessa, que era a construção de um complexo poliesportivo, e uma creche naquele local.  Haja vista que a Prefeitura de São Luís, no ano de 2002 – conforme Diário Oficial-, desapropriou um terreno da empresa de engenharia EIT, aonde chegou a ser notificada através de um ofício encaminhado a ex-secretária de educação, Sueli Rosina Tonial, que não deu provimento e o terreno já estava invadido, ja na gestão do atual prefeito, nunca chegaram a erguer um pilar, mesmo depois de uma reunião realizada na Sub sede da Associação da Área Itaqui – Bacanga (ACIB) na EIT da Vila Isabel, que contou com a presença do então vereador, Raimundo Penha (PDT), ““ Na época secretário de esporte do município no ano de 2013, mas devido ao  descaso do poder público, o terreno foi invadido por uma empresa de distribuição Gás, isso sem nenhuma licença,  e logo depois  por um grupo da mesma família,  que loteou  vários terrenos ,  e outros construíram quitinetes.

Um empresário chegou a fazer obras num terreno que seria para construída  uma unidade escolar.

User comments

A área fica Localizada as margens da BR – 135, na Avenida dos Portugueses  próximo ao posto Bacanga, antigo Galpão da Empresa Industrial Técnica EIT – Bairro Vila Isabel – Área Itaqui Bacanga.

O manifesto esta sendo organizado pelo comunitário Antonio da EIT, e conta com a participação da Federação das Entidades da Área Itaqui – Bacanga (FEIBA), MACAIB, e outras entidades que fazem parte da região do Itaqui – Bacanga.

User comments

Os organizadores não informaram o dia e nem a hora da manifestação, para não sofreram retaliação por parte das autoridades contrárias ao movimento, e desmentiram grupos ligados a prefeitura de São Luís, que chegaram a informar em um grupo da rede social,  que a manifestação foi suspensa , devido a uma negociação em curso, com auxiliares da prefeitura, fato não confirmado pelos organizadores do movimento

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.