Assaltante é espancado e morto por populares no bairro Bequimão

Um jovem de 25 anos foi espancado no Bequimão, e acabou morrendo no hospital, vítima de traumatismo craniano, na quarta-feira (6).
Yul Brinner Almeida Araújo foi alcançado por populares depois de surtar dentro de um ônibus. Testemunhas o acusaram de tentar assaltar uma mulher, supostamente para comprar drogas.
Encurralado, ele foi agredido por pelo menos cinco pessoas – uma delas de capacete. Outras tantas assistiram a tudo.
“Deita miserável”, diz um dos agressores num dos vídeos a que o blog teve acesso, mas que não publicará pelo alto teor de violência das imagens.
“Ele é um ser humano”, reage uma mulher.
“Isso é um cachorro”, retruca um segundo agressor.
Yul Almeida ainda chegou a ser socorrido por uma viatura da Polícia Militar. Ele foi levado para atendimento na Unidade Mista do Bequimão e depois encaminhado à delegacia, onde já chegou desacordado e convulsionando.
Em seguida, foi levado ao Socorrão II, mas acabou morrendo.
Cleidenilson
O crime ocorre exatamente seis meses depois de um outro caso de linchamento na capital que ganhou repercussão nacional e internacional.
No dia 6 de julho do ano passado, Cleidenilson Pereira da Silva também apanhou até morrer, no São Cristóvão, depois de ser flagrado por populares tentando assaltar um barlinchamento

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.