Artistas aplaudem a diversidade do carnaval maranhense e o novo circuito na Beira Mar de São Luís

Um carnaval pra ficar na memória dos foliões e artistas que fizeram do carnaval do Maranhão uma festa multicultural e inesquecível. Foram cinco dias intensos de programação nas ruas do Centro de São Luís e em todos os cantos do estado. Na programação oficial do Carnaval de Todos, muita alegria, música, shows e segurança marcaram o período de Momo no Maranhão.

“Há seis anos a gente tentava impulsionar essa campanha de chamar as pessoas pro Centro Histórico com música e arte. Então ficamos muito felizes de ver o povo brincando e se divertindo na Beira Mar que é um dos nossos cartões de visita. Com certeza não esqueceremos desse carnaval”, é o que declara Luciana Simões, vocalista do Criolina, uma das atrações do Carnaval de Todos 2018.

Realizado pelo Governo do Maranhão, por meio da Secretaria de Estado de Cultura e Turismo (Sectur), em parceria com a Prefeitura de São Luís e apoio cultural do Grupo Mateus, a programação contou com a participação de artistas locais e nacionais, 33 Blocos Tradicionais, 11 Blocos Organizados, 18 Blocos Alternativos de trio, 11 Escolas de Samba, 10 Tribos de Índio, 11 Blocos Afro, 16 Blocos de Trio, 80 shows com artistas, 50 grupos de Tambor de Crioula, três turmas de samba e uma Casinha da Roça, além de bandas e artistas que fizeram shows no circuito Beira-mar, totalizando mais de 200 apresentações durante os dias de programação.

Uma das novidades deste ano foram os blocos comandados por grandes artistas no circuito Joãosinho Trinta, Beira Mar. No primeiro dia o grupo Lamparina movimentou o circuito com a participação dos paraenses Pinduca e Gaby Amarantos. Além de convidados especiais como Jegue Folia, Bloco da Confraria do Copo e Bicho Terra que se apresentaram nos três dias de circuito Beira -Mar.

“Nos sentimos valorizados em fazer parte desse lindo trabalho. Além de abrirmos o circuito, tivemos a liberdade de cantar com dois artistas de popularidade nacional que levantou a galera junto com a gente. Tivemos também a participação de diversos grupos do nosso Maranhão, e juntos fizemos uma festa inesquecível”, festejou Regina Oliveira diretora artística do grupo Lamparina.

No segundo dia, a festa ficou por conta do Bloco Bota Pra Moer com o Grupo Criolina e a participação da cantora Elza Soares. Para Luciana Simões, vocalista da dupla consagrada da música maranhense, o carnaval tem que ser exatamente assim: multicultural.

“O carnaval é isso, é essa diversidade de ritmos, de pessoas, de gostos, tudo isso vimos aqui. Temos brincadeiras maravilhosas que estão sendo valorizadas nesse carnaval. Para o nosso bloco, por exemplo, chamamos os Fuzileiros da Fuzarca que está fazendo 82 anos e a Rosa Reis que é uma das grandes preciosidades que o estado têm. Então, essa oportunidade nos caiu muito bem para mostrarmos um pouco mais do nosso trabalho e de outros artistas maranhenses”, ressaltou a cantora.

O Bloco Flávia Bittencourt e convidados, como a cantora Maria Gadú e o Bloco Argumento, Péricles e Fundo de Quintal, encerrou a programação que mal acabou e já deixou saudade no coração dos artistas.

“O circuito já pegou no nosso gosto e no gosto da galera e já bateu saudade. Fazer esse intercambio, essa troca com outros artistas como a Maria Gadú e o nosso querido Beto Pereira, foi uma experiência maravilhosa. Mais gostoso ainda, foi sentir essa energia contagiante do povo maranhense. É uma alegria muito grande fazer parte dessa festa”, destacou a cantora Flávia Bittencourt.

Completando dez anos de carreira, o Grupo Argumento puxou o cordão do samba no circuito Beira Mar. “O Argumento aplaude e aprova a forma como o carnaval tem sido gerido. Valorizar as atrações locais, que permanecem em primeiro plano mesmo com artistas nacionais vindo somar, é uma grande demonstração dessa preocupação que o Governo tem tido com a nossa cultura”, destacou Victor Hugo, cantor da banda Argumento.

A celebração histórica do carnaval de São Luís aconteceu no circuito Madre Deus, Joãosinho Trinta (Beira Mar), Passarela do Samba e um programação especial para a criançada na Lagoa da Jansen e Espigão Costeiro.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

fonte: governo do estado

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.