Adolescentes estão sendo convocados para se vacinarem contra meningite C

Em São Luís, adolescentes estão sendo convocados para se vacinarem contra HPV e meningite C. O Dia D da Campanha será realizado, neste sábado (7), a partir das 8h, na Unidade de Ensino Básico (UEB) Maria José Vaz dos Santos, no bairro João de Deus, durante edição do Mais Saúde. A ação ocorrerá entre os dias 7 e 27 deste mês. A estratégia é intensificar a vacinação e, desta forma, proteger meninos e meninas contra HPV e meningite C.

Deverão ser vacinadas contra o HPV, meninas de 9 a 14 anos e meninos de 11 a 14 anos. Neste ano, o Ministério da Saúde ampliou a faixa etária da vacina meningite C para adolescentes, que agora passa a ser 11 a 14 anos de idade. Em 2017, estavam sendo vacinados contra a doença meninas e meninos de 12 a 13 anos.

Vacinas

Cada município definirá a estratégia da vacinação. Para esta campanha, foi enviado  19.520 doses de vacinas contra HPV e 19.007 contra meningite C às Unidades Regionais de Saúde (URSs), que são as responsáveis pela distribuição dos insumos aos municípios.

Para os adolescentes que tomarão a primeira dose nas Unidades Básicas de Saúde não há necessidade de autorização escrita ou acompanhamento dos pais ou responsáveis. Para a vacinação em escolas, caso o pai ou responsável não autorize a vacinação da adolescente, orienta-se que assine e encaminhe à escola o “Termo de Recusa de Vacinação contra HPV”, distribuído pelas escolas antes da vacinação. Durante a ação será necessária apresentação do cartão de vacinação do adolescente.

Adolescentes que completaram 15 anos e estão com o esquema incompleto para HPV podem se vacinar, apresentando o cartão de vacinas. Ressalta-se que para os adolescentes que iniciarão a primeira dose da vacina HPV aos 14 anos, a segunda dose deverá ser administrada com um intervalo mínimo de 6 meses e máximo de até 12 meses.

Prevenção

A vacina HPV quadrivalente fornece proteção para quatro subtipos do vírus (6, 11, 16 e 18), com 98% de eficácia para quem segue corretamente o esquema da vacina. A principal forma de transmissão do HPV é por via sexual, que inclui contato oral-genital, genital-genital ou mesmo manual-genital. Estima-se que entre 25% a 50% da população feminina e 50% da população masculina mundial esteja infectada pelo HPV.

Para os meninos a importância da vacinação é proteger contra os cânceres de pênis, garganta e ânus, doenças que estão diretamente relacionadas ao HPV. Vale ressaltar que os cânceres de garganta e de boca são o sexto tipo de câncer no mundo, com 400 mil casos ao ano e 230 mil mortes.

Nas meninas, o principal foco da vacinação é proteger contra o câncer de colo do útero, vulva, vaginal e anal; lesões pré-cancerosas; verrugas genitais e infecções causadas pelo vírus. O vírus HPV é responsável por 95% dos casos de câncer de colo do útero, é o segundo tumor mais frequente na população feminina, atrás apenas do câncer de mama e a quarta causa de morte de mulheres por câncer no Brasil.

A vacina meningocócica C conjugada protege contra a doença invasiva causada pela Neisseria Meningitidis do sorogrupo C, este ano ela está disponibilizada para adolescentes de 11 a 14 anos (14 anos, 11 meses e 29 dias). Para este grupo, administrar um reforço ou dose única, conforme situação vacinal encontrada.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.