Adiada a estreia de Luis Fabiano no Vasco, após polêmica com Paolo Guerrero.


Em meio à semifinal polêmica, Luis Fabiano não deve estrear neste sábado
Foto: Paulo Fernandes/Vasco da Gama

A semifinal da Taça Guanabara entre Flamengo e Vasco segue recheada de polêmicas. Depois da PM de Juiz de Fora recusar receber a partida, os presidentes das duas equipes se posicionaram a favor de um jogo com torcida mista, e que seria realizado no próximo sábado, no Rio de Janeiro.

“Não temos que voltar a falar disso. É definido. Há uma liminar. É uma posição de que com torcida única não há hipótese. Se decidirem que a torcida é a nossa, também não jogamos. Procuramos reverter essa decisão da justiça para ser realizado no Engenhão. Não acho que tenha tempo, só se resolver hoje. Senão tem que adiar. Tinha uma praça que podia, Manaus, mas a comissão técnica do Flamengo não achou interessante. No momento a decisão correta é a de adiar o jogo”, afirmou Eurico Miranda em entrevista coletiva.

O presidente Eduardo Bandeira de Mello, por sua vez, também afirmou preterir o clássico com torcida dividida, rechaçando a proposta do governo carioca de realizar apenas clássicos com torcida única, prática que vem acontecendo em São Paulo.

“Isso não depende do Flamengo, o regulamento diz que a partida é no sábado e no Engenhão, e todos nós torcemos para que seja torcida mista. Agora, se vai ser dada uma outra solução, isso não cabe a nós. Aquela solução que foi dada ontem, em Juiz de Fora, achamos um absurdo e fomos contrários. Parece que haverá uma reunião ainda hoje e vamos torcer para que o bom-senso permaneça”, afirmou Bandeira de Mello ao programa Fox Sports Rádio.

Caso a partida venha a acontecer no próximo sábado, não deverá contar com a presença do atacante Luis Fabiano. Apresentado no clube cruzmaltino nesta terça-feira, o jogador chegou provocando o centroavante Paolo Guerrero, do Flamengo, e afirmando não estar 100% fisicamente.

“Realmente, não estou 100%, mas estou aqui para fazer esforço e eu acho que ainda é cedo para falar em estreia. Não custa nada concentrar com o time, para entrosar, se o treinador achar que é bom. Já jogar, isso depende da comissão técnica. Tem que ver o que vai ser melhor para o time, não pode só entrar por entrar. Gostaria de entrar para ajudar o clube”, afirmou Luis Fabiano.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.